segunda-feira, 6 de maio de 2013

*Resenha Em busca do Paraíso


Em busca do Paraíso

Judith McNaught


Este romance conta a história de Meredith Bancroft e Matthew Farrel. Dois jovens apaixonas separados pelo pai na moça. 11 anos depois, muitas coisas mudaram. Contudo o amor fica ali, com um sentido de justiça que nenhum dos dois pode evitar.

Sim meus amores, mais um da Judith McNaught. Mas como postei no "Aumentando a Coleção", comprei três livros dela e estou lendo eles seguidinhos. Esse tem algo de especial. Diferente da maioria dos romances de Judith, este não passa na Inglaterra de dois séculos atrás. E sim nos Estados Unidos, mais especificamente Chicago. Nos anos 70 e 80. As ideias e valores são diferentes de outros livros dela. Entretanto aquele preconceito contra a mulher ainda está em alta /podemos dizer que até hoje né?/.
O que interessa é que ela consegue ter ideias, que dão muito assunto. Ela erra na escolha do que ela vai se aprofundar mais ou menos. Contudo conseguimos de certa forma ignorar esse fato, pois é incrível como ela usa de outros instrumentos para prender o leitor. Com uma boa narrativa. Eu percebi que nesse livro ela usou menos da descrição exagerada, talvez por que a época em que ela escreveu o livro, era mesma que se passava na história. Ou seja, as pessoas já tinham uma imagem formada na cabeça. Nós hoje, 2013 temos um ideia mais próxima do que se passava a quatro décadas atrás, do que a dois séculos. Então não tive problema nenhum com a falta de uma narrativa TÃO descritiva.


Parando de enrolar, vamos aos personagens. Meredith Bancroft é rica, que sonha em um dia ser presidente da empresa da família. Entretanto a coisa não é fácil assim, ela é mulher e o pai dela um homem muito conservador. Philip Bancroft, é muito ciumento e desconfiado. Prende a filha em sua bolha fictícia por puro medo. Então é obvio que quando aparece Matt Farrel um pobre, que trabalha em uma usina de aço e vive com o pai alcoólatra e a irmã em uma pequena casinha, Philip vai tentar interferir nesse romance a todo custo. mas o fofo do Matt não desiste fácil. Ele vai lutar muito para provar seu valor. E não posso negar que ele me encantou, enquanto em muitos momentos Meredith me irritou!!

"- Anime-se, bela adormecida! - ordenou em tom de brincadeira. Ela abriu os olhos e estreitou-los, fixando-os, no sorriso dele, antes de erguê-los para os olhos cinsentos, aflita e confusa."



O livro tem cerca de 800 páginas, algo que adoro. Livros grandes me chamam muito mais atenção! O conteúdo é ótimo, um romance explosivo, cativante e envolvente. Você se prende aquilo e não consegue mais parar de ler. 
McNaugth consegue trabalhar personagens com características forte. As vezes acho que ela poderia mudar o rumo de algumas coisas, mas não posso reclamar muito. Por que de resto está mais que ótimo.

O livro no Brasil tem duas publicações, a que eu possuo é de direito exclusivo da editora BestSeller. A capa é bem fofinha, segue a linha de Até você chegar. Logo, terão a resenha de Alguém para amar, também um romance da americana Judith McNaught =))


.
.
.
.
.
.

7 comentários:

Victor Rosa disse...

Olá Rafaela tudo bem? Passei aqui para avisar que indiquei você da TAG do meu blog: http://encantosparalelos.blogspot.com.br/2013/05/tag-selinho-best-blog.html

Super Abraço, Victor Rosa :)

Fabíola Karina disse...

Gostei bastante da sua resenha. O livro parece ser bom, mas eu não curti muito a capa.

Bjos,
http://misturandoasmentes.blogspot.com.br

Rafaela Oliveira disse...

É muito bom!!! A capa não é la grandes coisas, mas é melhor do que d outra edição kkk

Beijos =)

Naylane Sartor. disse...

Oi nunca li nenhum livro dela vou procurar para ler....
bjs, www.resenhasteen.blogspot.com

Rafaela Oliveira disse...

Leia mesmo =))

Luara Cardoso disse...

Oi Rafaela!
Acredita que eu só ouvi falar do nome da autora? Inclusive, falam muito bem dos livros dela. :)
Que bom que você gostou desse, 800 páginas não são pra qualquer um.

Um beijo,
Luara - Estante Vertical

Rafaela Oliveira disse...

Sério? Nossa então leia, são bem leves =))

Postar um comentário

Comente, de sugestões, critique (moderadamente).

Obrigada pela visita. Venha sempre