domingo, 30 de junho de 2013

*Resenha Divergente



Divergente

Veronica Roth


Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é.E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.


SENSACIONAL



O que é esse livro? É uma combinação perfeita, narrativa marcante, personagens fortes e um "ambiente" sem igual.

Muitos amigos meus já haviam indicado essa leitura, e eu só enrolava. Após ir ao evento de Insurgente, segundo volume da trilogia, vi que não dava mais para enrolar. Então comprei os dois livros - sendo que já comecei o segundo - 

Como a minha vida estava uma correria, eu meio que estava demorando nas minhas leituras, mas percebi, que o problema não era o tempo e sim o livro. Devorei Divergente, me prendi a história de um jeito maravilhoso. O mundo que Veronica Roth criou é sublime. O governo, depois de tantas guerras, aplica "facções" na sociedade. Cada uma delas tem uma característica específica. Com dezesseis anos, os adolescentes fazem um teste de "aptidão" onde no resultado saíra qual facção que eles tem mais proximidade. Entretanto eles podem escolher a que quiser. Agora se eles escolherem a errada e não se adaptar ao suas "regras", se tornam os "sem-facções". Sim, as coisas podem ser bem piores.

Entre livro sempre existe as comparações. Comparam Divergente, com Jogos Vorazes, que eu ainda não li. A muito tempo meus amigos falam que eu TENHO que ler, entretanto, tenho pouco vontade de ler. E a guerrinha entre sagas já começou. E mesmo lendo Jogos Verazes, serei fiel a Divergente. Acredito que todos temos seu espaço, e muitas pessoas que eu conheço e leram as duas sagas dizem que a unica coisa em comum é que as duas são Distopias. Então nem discuto sobre o caso.

Voltando sobre as Facções, são no total cinco. A Abnegação, a Audácia, A Franqueza, A Amizade e a Erudição. Se vocês está de alguma forma associado a mais de uma você é um DIVERGENTE e é dai que toda a história vai partir.
Cada uma delas culpa uma característica do ser humano para o declínio da humanidade. A Abnegação culpa: o egoísmo, a Audácia: a covardia, a Franqueza: a falsidade, a Amizade: a agressividade e a Erudição: a ignorância.

"A Abnegação supriu nossa demanda por líderes altruístas no governo; a Franqueza providenciou líderes confiáveis e seguros no setor judiciário; a Erudição nos ofereceu professores e pesquisadores inteligentes; a Amizade nos deu conselheiros e zeladores compreensivos; e a Audácia se encarrega de nossa proteção contra ameaças tanto internas quanto externas."

Eu me encaixaria na Erudição e Franqueza, sou daquelas que fala o que pensa, ás vezes posso até ferir a mim, ou alguém. E sempre em busca de do conhecimento. Audácia estaria longe, sou muito medrosa hehehehe.

Em relação aos personagens. Bem são muitos, e todos de alguma forma essenciais para a história. O foco está em Beatrice, mais conhecida como Tris. Nunca pensai que fosse gostar tanto de uma personagem. É muito raro, escritores criarem uma personagem que cativem o leitor e que fica sem aquele "mimimi". Ela é corajosa e muito forte. E outra, a escritora a transcreve como "não bonita", não que ela seja feia. Mas não é o ápice da beleza, eu adorei isso. Já nosso mocinho - Four - tá traduziram para Quatro, mas prefiro Four kkkkk. Ele é sexy, seguro e de forma discreta ele consegue ser fofo. Eles formam um casal muito lindo, juntos vão enfrentar seus medos, que estão longe de serem fáceis.
Os personagens que Roth criou são fortes e marcantes, levam você a sentir fascínio a raiva. 

"Ele me encara com um olhar indeciso  e encosto os lábios entre minhas sobrancelhas. Fecho os olhos. Não entendo isso, seja lá o que for. Mas não quero estragar o momento, então não falo nada. Ele não se move; Apenas fica ali, com a boca encostada na minha pele, e eu fico ali, com as mãos na sua cintura, por muito tempo."

Algo que acredito ter sido uma das intenções da autora, foi mostrar que não importa o quanto o governo mude, o quanto a população se converta naquela "sociedade perfeita". Sempre existiram pessoas más e insatisfeitas.

A capa é linda <3 Com o simbolo da Audácia na frente. O direito dos livros são da Editora Rocco, Divergente foi lançado no ano de 2012. E já tem filme, que será lançado no cinema no dia 21 de Março 2014. O segundo volume da trilogia já foi lançado, é Insurgente. O terceiro livro já tem nome e capa em inglês "Allegiant".


E vocês de qual facção crêem ser?


12 comentários:

Gabriel Ribeiro Gomes disse...

Sua resenha ficou muito boa parabéns, também amo Divergente <3

http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

Rafaela Oliveira disse...

Obrigada Gabriel =))

Divergente é muito amor <4

Antonio Augusto disse...

Gosto muito de Divergente! Menos do romance (tá esse eu até suporto hahahahaha mas confesso que em uma parte fiquei meio - isso está nesse livro? - foi meio chocante, mas ai eu lembrei que já havia lido Morte Súbita hahahaha, acho que você deve imaginar a qual medo da Tris me refiro)! Muito boa a resenha! Parabéns!

afinselivros.blogspot.com

Fran Borges disse...

Olá Rafaela!

O meu livro chegou faz pouco tempo e também estou enrolando um pouco, mas estou bem curiosa. Acho que estou esperando entrar no clima da distopia. Li Jogos Vorazes e gostei muito, mas acho idiotas essas guerrinhas sem sentido. Afinal tem espaço para todos e cada um tem um gosto. Espero gostar tanto quanto você.

Beijos

http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

Rafaela Oliveira disse...

Bem, eu adoro o romance kkkkkk. Acho que ela soube equilibrar bem =))
Obrigada =D

Rafaela Oliveira disse...

Acredito que você vai gostar. Não espere mais, você verá como vale a pena =)

Barbara disse...

Eu simplesmente AMEI divergente! É um série incrível e com um fluxo de leitura muito rápido, que eu adoro!

Blog Diário de Garotas
Beijos!

Alice Ribeiro disse...

Ain, Rafa! Sua resenha tá linda, me deixou ainda mais curiosa pra ler :)
Tô indo ali no Submarino comprar Divergente e Insurgente agora mesmo, hahahaha!
Beijoocas!

Rafaela Oliveira disse...

Exatamente, resumiu tudo o que eu disse na resenha kkkkkk

Rafaela Oliveira disse...

Compreeeee, pensava que você já tinha lido 0.o
Leia para que possamos comentar *-*

Karen Stefanie disse...

Eu já tinha lido outras resenhas sobre esse livro e agora estou ainda mais ansiosa pra ler! Parece tão, tão demais... haeuahueahea
beijocas

http://osnarnianos.blogspot.com.br/

Rafaela Oliveira disse...

hasuasuashuashasu e é mesmo *---*

Postar um comentário

Comente, de sugestões, critique (moderadamente).

Obrigada pela visita. Venha sempre