terça-feira, 16 de julho de 2013

*Resenha No Limite da Atração

No Limite da Atração

Katie McGarry


Ninguém sabe o que aconteceu na noite em que Echo Emerson, uma das garotas mais populares da escola, se transformou em uma “esquisita” cheia de cicatrizes nos braços e alvo preferencial de fofocas. Nem a própria Echo consegue se lembrar de toda a verdade sobre aquela noite terrível. Ela só gostaria que as coisas voltassem ao normal.
Quando Noah Hutchins, o cara lindo e solitário de jaqueta de couro, entra na vida de Echo, com sua atitude durona e sua surpreendente capacidade de compreendê-la, o mundo dela se modifica de maneiras que ela nunca poderia ter imaginado. Supostamente, eles não têm nada em comum. E, com os segredos que ambos escondem, ficar juntos vai se mostrar uma tarefa extremamente complicada.
Ainda assim, é impossível ignorar a atração entre eles. E Echo vai ter de se perguntar até onde é capaz de ir e o que está disposta a arriscar pelo único cara que pode ensiná-la a amar novamente. No limite da atração é um livro sexy e envolvente sobre o amor de duas pessoas que estão perdidas e que juntas tentam desesperadamente se encontrar.


Conheci o livro através de uma resenha, e bem como o livro é um estilo que eu gosto comprei. E sim eu amei. 
A história mexeu muito com as minha emoções. Era assustador o quanto Echo e Noah sofreram na vida, e o quanto ainda ele teriam  que passar. Fiquei viciada. Eu volto a falar um pouco da história mais tarde. Sobre a narrativa, não tive problema algum. Ela é acelerada e bem agradável, mantendo sempre um ritmo ágil, mantendo bem a história. Além disso, no livro cada capítulo é narrado por um dos protagonistas,e eu adorei. Sou meio bipolar por que, ás vezes não gosto que sempre seja o escritor narrando, ou só um personagem. Gosto de varias visões. Mas tem livro que utilizam essa variação e fica HORRÍVEL, acho que vai de como o autor consegue guiar. Katie McGarry foi felizarda neste aspecto;

"O fracasso é seu único inimigo. A única maneira de subir é nunca olhar para baixo. Temos sucesso porque acreditamos. Num ninho de mafagafos sete mafagafinhos há; quem os desmafagafizar primeiro bom desmafagafizador será.
Ok, a última frase não estava na parede de ditados, mas eu acharia sensacional."

A autora usa um pouquinho do humor, entretanto foca no romance e em todo o drama que os rodeiam. Eu chorei de raiva, nunca tinha chorado lendo sem ser de tristeza. Contudo lendo esse livro tive uma nova experiência. Ela além do relacionamento Noah-Echo, McGarry trabalha bastante com o relacionamento Echo-pai. E ai que minha raiva se encontra, chorei muito pela atitudes do pai dela e depois por algumas descobertas. Talvez por eu ter problemas em relação a palavra "pai", isso tenha me afetado e feito eu me identificar. 

"Peguei um pincel chato, mergulhei na tinta preta e fiz círculos na tela.
- É como se eu tivesse um enorme buraco negro no meu cérebro e ele sugasse a vida de mim. As resposta estão lá dentro, então eu fico sentada por horas olhando. Não importa quanto tempo nem com que força eu olhe, só vejo escuridão."

E para me apaixonar mais ainda, a autora colocou uma pitada de artes e mitologia. A mãe louca de Echo, é uma grande artista -assim como Echo - e grande amante da Grécia. Os nomes de Echo e de seu irmão Aires, vem da mitologia. Echo é o nome de uma Ninfa (sendo que Noah a chama de sereia *-*). Adoro quando os escritores fazem coisas do gênero, acho muito criativo.
Até agora só falei de Echo. Noah é daquele badboy que todos gostam e se apaixonam, mas ele também já foi daqueles mauricinhos, até que perdeu os pais. O amor dele pelos dois irmãos é contagiante. Achei adorável tudo que ele passará para poder ter-los novamente. Além de tudo isso ele vai ser o porto seguro para Echo, e vai provar o quanto forte pode ser por ela.

Eu adorei a narrativa dela, a história e seu final. Mas a capa podia ser mais bem produzida. Não que seja feia, mas não é nem um pouco atrativa. Tirando isso tudo está perfeito. 
Os direitos são da editora brasileira Verus.

7 comentários:

Leticia disse...

Oiii...

Tenho visto muitas resenhas deste livro e desperta a minha curiosidade.
Gostaria de ler...

beijos
livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

karolina maciel disse...

Ooi, te indiquei em uma Tag lá no meu blog...
Espero que goste.
books-academy.blogspot.com.br
Beijos

Rafaela Oliveira disse...

Vou la ver =)

Camila Darc disse...

Já ouvi falarem muuuito deste livro.
Sinceramente estou bem ansiosa para lê-lo, porque a maioria das resenhas só elogiou, mas no momento já tenho mtos lirvos na pilha de Vou Ler e estou atrasada xD
beijos
http://nolimitedaleitura.blogspot.com.br/

Fabíola Karina disse...

Já tinha visto esse livro em algum lugar, porem eu não me lembro onde. Gostei bastante da sua resenha, mas acho que estou precisando de outros estilos de livros no momento: distopias - etc. Parece ser muito bom, algum dia estarei lendo, e espero gostar ;D

Besos
misturandoasmentes.blogspot.com

Nana Duque disse...

Oi Rafa..
... fiquei super curiosa com o livro, ótima dik para eu buscá-lo e entrar de cabeça nele..haha
...gosto de leituras assim!! ;)

bjokas!!

Monique Químbely disse...

Oi, tudo bem?
Sou louca por No Limite da Atração! Esse new adult é um gênero bem atrativo pra mim.
Já eu gostei dessa capa.
Bjss
sete-viidas.blogspot.com

Postar um comentário

Comente, de sugestões, critique (moderadamente).

Obrigada pela visita. Venha sempre